Contabilidade para o Produtor Rural.

Entenda como ela pode te ajudar no controle das finanças, venha até a R & E Contabilidade e comece agora mesmo.

A contabilidade rural é peça fundamental para garantir um bom entendimento do seu negócio.

Decisões importantes podem ser feitas a partir da análise de suas finanças, possibilitando ações mais assertivas e conscientes.

Com a R & E Contabilidade assessorando as suas finanças do Produtor Rural, você terá uma melhor organização e colherá os frutos de uma boa gestão!

Livro Caixa Digital do Produtor Rural (LCDPR).

A partir deste ano, os produtores rurais pessoas físicas que exploram a atividade rural nas condições previstas na Lei 8.023/1990, e alterações, regulamentada pela IN SRF 83/2001, ficam obrigados ao cumprimento de uma nova obrigação acessória: o livro caixa digital do produtor rural (LCDPR).
A obrigação deverá ser cumprida por aqueles que auferirem (regime de caixa) receita bruta total superior a R$ 3,6 milhões em face da IN RFB 1.848/2018. O produtor rural poderá optar por enviar o LCDPR com receita bruta inferior a esse limite.

Aproveite este momento para colocar em ordem as finanças da fazenda. Assim, além de ficar mais fácil preencher o LCDPR nos próximos anos, você terá uma gestão melhor e com decisões muito mais seguras e assertivas.

Inscrições para Produtor Rural no CAEPF e no eSocial.

A inscrição para o produtor rural no Cadastro de Atividade Econômica da Pessoa Física (CAEPF) é obrigatória desde Janeiro de 2019.
O CAEPF é o cadastro da Secretaria da Receita Federal do Brasil com informações das atividades econômicas exercidas pelo produtor e a inscrição deve ser realizada no Portal e-Cac, no site da Receita Federal.

Outro instrumento obrigatório criado pelo Estado é o eSocial, que unifica a prestação das informações referentes à escrituração das obrigações fiscais, previdenciárias e trabalhistas.

Todos os empregadores são obrigados a utilizar o eSocial. As pessoas jurídicas ingressaram no eSocial em 2018, com exceção dos optantes pelo Simples e das empresas sem fins lucrativos.

O prazo para os empregadores rurais pessoas físicas se cadastrarem no eSocial, por meio do número de inscrição no CAEPF, começou no dia 10 de janeiro.

Nesta primeira etapa do eSocial, o empregador rural pessoa física deve preencher os eventos relacionados a cadastro e tabelas, conforme disposto na Resolução do Comitê Diretivo do eSocial número 5, de outubro de 2018.

Venha até a R & E Contabilidade e tire suas dúvidas, seja assessorado pelos melhores profissionais.